Cantigas Antigas

Cantavam-se nas vindimas, na apanha da azeitona, na ceifa, nos serões…

Estes rapazes de agora
Estes, que de agora são
Trazem o relógio ao peito
Não sabem que horas são.

Ando triste como a noite
Nem o dinheiro me alegra
Só me alegrava se visse
O meu amor nesta terra.

Minha mãe casai-me cedo
Enquanto sou rapariga
Moça casada velha
Nem dá palha nem dá espiga

Oh minha mãe quem me dera
Desatar o nó que eu dei
Oh filha não te casasses
que eu bem te avisei

eira2

O meu amor me deixou
Chora Lídia chora
Deixou, deixá-lo deixar
Chora Lídia chora
Ainda me deixou a tempo
Se eu com outro amor casar.

O meu amor me deixou
Chora Lídia chora
Pra ver o que eu fazia
Chora Lídia chora
Pensava que eu chorava
Chora Lidia chora
Eu canto com alegria

Deixá-la chorar
Que eu vou-me embora.

Anda lá para diante
O retiro do caminho
Chora, Lídia chora
Quem vai por amor a Deus
Chora Lídia chora
Não vai tão devagarinho

Chora, Lídia chora
que eu vou-me embora.

O meu amor é um bruto
Sempre o hei-de chamar
É o nome que eu lhe dou
Onde quer que eu vou chegar
Chora Lídia chora

eira1

Oh meu amor lá de longe
chega-te cá para o perto
Já me dói o coração
Em te ver nesse deserto.

Amor vem a minha casa
As vezes que tu quiseres
Olha que eu não vou à tua
Não estás dado às mulheres

Não atires com pedrinhas
Á barra da minha saia
Minha mãe não me criou
Para marotos de praia.

Se o meu amor bem soubesse
Que eu andava aqui cantando
Vinha de rua em rua
Pelo ar vinha voando

VINDIMAS1

Oh mar alto, oh mar alto
Oh mar alto sem teres fundo
Mais vale andar no mar alto
Do que nas bocas do mundo.

palha de tremoços

Esta é que era a moda
que a Rita cantava
Lá na praia nova, olaré,
ninguém lhe ganhava
Lá na praia nova, olaré,
ninguém lhe ganhou.

Ninguém lhe ganhava,
ninguém lhe ganhou,
esta é que era a moda, olaré,
que a Rita cantava,
esta é que era a moda, olaré,
que a Rita cantou.

F67 9 x 12,5

Pirulito que bateu, que bateu
Pirulito que já bateu
Quem gosta de mim é ela
Quem gosta dela sou eu.

(da tradição oral)

Esta entrada foi publicada em Património Imaterial. ligação permanente.

Obrigado pela visita. Volte sempre!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s