Orgão da Igreja Paroquial

Segundo os especialistas o orgão de tubos da Igreja Paroquial data dos principios do século XVIII, e é o mais antigo do Concelho de Porto de Mós.

orgão1

Foi construído em Mafra pelo Organeiro Português, Fontanes, e foi oferecido pelo Padre Joaquim Vieira da Rosa.

Este orgão foi bastante utilizado pelo Padre Henriques. O Padre Américo acompanhava o terço tocando este Orgão.

 No anos 70 o Professor Carlos ainda tocava nele.

Orgão de armário com 2 portas, tem um teclado de 45 notas. Comandos de registos de puxar postos ao lado do teclado e 7 registos reais. O conjunto fónico (tubos) é de chumbo e madeira.

orgão1

Em cima tem um ornamento com um monograma em talha dourada.

orgao 2

Em 1982 o orgão já não funcionava, precisava de um restauro radical e minucioso.

Todo o conjunto da mecânica de funcionamento do teclado e dos registos era muito barulhento e impreciso. O suporte dos tubos já se encontrava bastante degradado por causa do caruncho. Todas as guarnições em pele estavam ressequidas, e o fole estava inutilizável. O conjunto fónico (tubos de chumbo e madeira) também estava bastante danificado.

Foi consultado um organeiro italiano que se deslocou à nossa igreja e que deixou o seguinte orçamento de reparação:

Porque as dificuldades financeiras eram enormes, o Padre Faria enviou em 9 de Junho de 1982 um requerimento ao Instituto Português do Património Cultural, solicitando um financiamento que nunca se concretizou.

O estado de conservação do orgão foi-se degradando, devido aos elevados custos de reparação e restauro.

Esta entrada foi publicada em Património Histórico. ligação permanente.

2 respostas a Orgão da Igreja Paroquial

  1. Guilherme Arranja diz:

    À minha vista, parece que os órgãos de tubos, em Portugal, vão-se encontrando mais degradados. Ainda assim, há pessoas que dedicam a sua vida ao restauro destes magníficos instrumentos, como Dinarte Machado e António Simões, dois dos TRÊS organeiros portugueses.

    Liked by 1 person

  2. Alberto de Andrés diz:

    Bom Dia,
    Perdone si escrivo en castellano. Me interesa la historia de los organos antiguos. Este no lo conocia y me parece precioso. Esperemos que se pueda restaurar pronto.
    Una cosa me ha sorprendido: los tubos de fachada no parecen ser de metal; podrian ser de madera, fingiendo metal?
    Muchas gracias por este articulo muy interesante.
    Un cordial saludo
    Alberto de Andrés

    Gostar

Obrigado pela visita. Volte sempre!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s