Telescola

A telescola arrancou em Portugal a 6 de Janeiro de 1965, com programação produzida nos estúdios da Radiotelevisão Portuguesa do Monte da Virgem, no Porto.

Os alunos eram acompanhados nos postos de recepção por professores. A intenção era permitir aos alunos, o cumprimento da escolaridade obrigatória, na altura constituída pelos quatro anos da Escola Primária e os dois Ciclo Preparatório.

Nesta época, havia em Portugal cerca de mil alunos matriculados, mas toda a população podia assistir às aulas pela televisão, visto que as emissões ocupavam a programação da tarde da RTP.

Radiotelevisão Portuguesa's first and iconic l...

Radiotelevisão Portuguesa’s first and iconic logotype, depicting an antenna. (Photo credit: Wikipedia)

A Telescola com o nome de Ciclo Preparatório TV, existiu pela primeira vez na nossa terra em 1968,  com Alvará concedido à Igreja local, e pela mão do Rev.do Sr. padre Américo, o seu principal responsável.

Funcionava na antiga cantina, hoje Centro de Saúde, e na Casa de São José, que naquela altura se chamava “Casa de Trabalho”.

No início os pais pagavam uma espécie de propina. Em 1972 a Telescola foi oficializada, passando totalmente para a responsabilidade do Ministério, e foi-lhe atribuído o Nº 245, a nível nacional. Os professores trabalhavam em regime de meio tempo, e por áreas: Letras e Ciências. Nesta altura a responsável era a Srª.D.Conceição Amado.

Na sessão camarária de 17 de Outubro de 1972, foi lido um ofício do Instituto dos Meios Visuais de Educação, a pedir à Câmara o apoio para o Ciclo Preparatório TV que foi criado nesta Freguesia de Alqueidão da Serra, especialmente no que diz respeito ao fornecimento de energia eléctrica.

Dizia ainda o ofício: “Há necessidade de proceder ao arranjo do respectivo edifício, comprometendo-se o Estado a custear as despesas para as remunerações dos respectivos professores.”

Em 1975, os professores passaram a trabalhar a tempo inteiro. Passou a ser o responsável o Prof. Carlos Vieira.

Prof Carlos

Veio depois a chamar-de de EBM. Ensino Básico Mediatizado. Apostava numa boa formação de professores que promovia, em ter bons alunos, bons materiais de trabalho, e económicos. A sede Nacional era em Vila Nova de Gaia. Os alunos eram sujeitos a avaliações , sempre nacionais, no mínimo duas por período a cada disciplina.

Na década de 80, com a vulgarização dos videogravadores, a telescola deixou de ser transmitida pela televisão, e passaram a ser transmitidos outros programas. 

Na escola as aulas eram apresentadas em videocassetes e tinham depois um complemento de informação apresentado pelo professor.

Prof carlos

Em Em 2001/2002, a nível nacional havia cerca de 5200 alunos inscritos em EBM, com uma taxa de sucesso na ordem dos 90 por cento.

Em julho de 2003 foi anunciado que a partir do ano letivo 2003/2004 iriam começar a ser extintas as escolas do EBM, na altura cerca de 320, dedicadas ao ensino do 5.º e 6.º anos.

A Teslecola do Alqueidão da Serra foi uma das últimas a fechar.

telescola 6º ano Prof Carlos

Telescola – 6º Ano

 

 

Esta entrada foi publicada em Datas com História. ligação permanente.

Obrigado pela visita. Volte sempre!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s