Papoilas

Existem muitas espécies de papoilas, mas apenas um pequeno número cresce espontaneamente em Portugal.

O nome científico das papoilas que na primavera pintam os nossos campos de vermelho é Papaver rhoeas .

Papoila

Podemos encontrar papoilas tanto em terrenos cultivados como em terrenos incultos. Antigamente apareciam pelo meio do trigo, mas actualmente elas encontram-se espalhadas pelos terrenos não cultivados e pelas bermas dos caminhos.

Papoila

A papoila vermelha é considerada uma erva daninha pelo que tem sido dizimada por pulverizações de herbicidas feitas pelos agricultores e pelas autarquias. Mesmo assim podemos vê-la florir na primavera, alegrando os campos.

DSC05514

Em medicina natural as flores e folhas das papoilas têm sido utilizadas  no tratamento de vários males desde constipações a distúrbios nervosos.

Menos vulgares por aqui são as papoilas roxas e as papoilas cor de rosa que também aparecem para dar o ar da sua graça.

E depois ainda há as papoilas brancas, que contêm opiáceos, e das quais se extrai o ópio e a morfina. Mas essas não aparecem expontaneamente na natureza. As plantações de papoilas brancas são controladas pelas autoridades competentes.

O Alentejo, na zona de Beja, foi a região escolhida para a plantação de papoilas, com o objetivo da produção de morfina, para fins medicinais (morfina é usada no tratamento da dor intensa que o analgésico comum não resolve). A licença foi dada pelo Infarmed em Março de 2013.

Esta entrada foi publicada em Plantas Medicinais. ligação permanente.

Obrigado pela visita. Volte sempre!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s