Dona Conceição

Chamava-se Maria de Jesus da Conceição Amado Rosa e nasceu em Alqueidão da Serra.

Era filha de Francisco Vieira da Rosa e de Maria de Jesus Amado. Irmã de Ilda Maria Amado, Maria Ema Amado e Carlos Amado Rosa.

Maria de Jesus da Conceição Amado Rosa

Tirou o curso de professora primária, e ficou a dar aulas na sua terra natal: Alqueidão da Serra.

Nos anos de 65/70, com o Padre Américo como lider, todas as férias grandes os estudantes, organizavam uma grande burricada, sempre para a serra, onde passavam o dia, e lá cozinhavam o almoço, cantavam, dançavam, etc. Era a Burricada dos estudantes.

Nesse tempo ser estudante, era um privilégio, era uma pequena elite.

A Dona Conceição passou a vida inteira dedicada ao ensino. Era uma professora muito exigente, mas muito respeitada por todos. Muito dedicada ao trabalho, conseguia sempre levar a exame as crianças que tinham mais dificuldade em aprender.

Turma de 1986

1986 foi o ultimo ano em que a D.Conceição deu aulas, foi então que se reformou.

Vivia sozinha, na sua casinha na Carreirancha, perto da sua irmã Ilda, até que veio ter com ela uma rapariga dos Açores, dizendo que tinha sido empregada em casa de um tio da D.Conceição, o Zé Padre, e que como este tinha falecido, ela não tinha mais ninguém, então a D. Conceição acolheu-a em sua casa.

Passados alguns anos a D.Conceição foi para um Lar em Leiria. Lá encontrou um cavalheiro que tinha conhecido na sua juventude e que entretanto tinha ficado viúvo. Namoraram algum tempo e casaram.

Numa das paredes exteriores da Casa do Povo de Alqueidão da Serra, foi colocada uma placa em homenagem à professora Conceição Amado.

Esta entrada foi publicada em Biografias. ligação permanente.

Uma resposta a Dona Conceição

  1. jose santos diz:

    Fui um dos poucos amigos que acompanhou Dona Conceição até ao fim da vida no lar da Nossa Senhora da Incarnação em Leiria ,acho que a Dulce é muito generosa ao fazer afirmações tão abonatórias em relação ao seu caracter como professora..Simpatizante do antigo regime tinha um caracte autoritário que estarrecia os alunos e que traumatizou muitas crianças e parece-me que essa influencia pedagógica positiva está muito longe da verdade ..o mais certo era arrasar os seus alunos com o medo que lhe inspirava..foi minha professora 3 meses (felizmente não mais) senão teria sido arrasado..Quando passavamos na rua encostavamos ao outro lado da estrada para não termos que nos aproximar dela (com medo naturalmente)..partia do principio que nós eramos uma merda e por isso a necessidade do seu caracter autoritário para ensinar tamanha gente..fora disso era muito simpática para os padres e bispos e tanto é que o seu companheiro lhe apelidava de bispa…

    Gostar

Obrigado pela visita. Volte sempre!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s