Urtigas

A urtiga nasce espontaneamente nos terrenos não cultivados. Aparece em grandes quantidades nos locais mais sombrios e húmidos e tem inúmeras aplicações.

Como utilizar o que a Natureza nos oferece gratuitamente

A urtiga pode ser utilizada na fertilização de solos, na indústria farmaceutica, na indústria têxtil, e na culinária.

urtigasNa Culinária

Chá de Urtigas

Deite 1 chávena de água a ferver sobre 1 colher de chá de folhas secas de urtiga. Deixe em infusão durante dez minutos e em seguida coe. Beba 3 a 4 chávenas durante o dia.

O chá de urtigas é extremamente benéfico para quem tem diabetes, mas não é só isso, ele tem muito mais utilidades. Por exemplo, deixa os rins limpos de sais, areias e pedras, fortalece o sistema imunitário e é também usado para o reumatismo.

Salada de Urtigas

Escolher as folhas e os rebentos tenros. Cozem-se as folhas inteiras em água com sal até que fiquem brandas, depois cortam-se aos pedacinhos.

Faz-se uma mistura com farinha torrada e manteiga, a que se juntam as cebolas picadas muito finas e as urtigas, e acrescenta-se leite e água. Leva-se ao lume durante quinze minutos. Pode-se substituir a farinha torrada por batatas raladas, cruas.

Sopa de Urtigas

Colocar as urtigas em água corrente abundante, durante 5 minutos, para deixarem de picar. Cortar uma cebola grande e batatas em cubos, e  alho francês em rodelas. Levar uma panela ao lume com um pouco de azeite, juntar os legumes e deixar refogar durante cerca de 5 minutos, mexendo sempre para não queimar. Juntar caldo de carne, tapar a panela e deixar cozer em lume médio cerca de 20 minutos. Passar a mistura com a varinha mágica, e acrescentar água, se necessário.

Cortar as urtigas grosseiramente. Levar novamente a panela ao lume e, assim que levantar fervura, juntar as urtigas. Rectificar os temperos e deixar cozer cerca de 10 minutos.

Esparragado de Urtigas

É preciso apanhar uma boa quantidade de urtigas porque com a cozedura o volume da planta fica reduzido a um décimo.

Escalde as urtigas em água com sal e escorra muito bem. (Aproveite a água para caldo de sopa…)

Numa tábua de cozinha corte a planta aos pedaços. Leve ao lume uma frigideira com 2 ou 3 colheres sopa azeite com 1 ou 2 dentes alho picados. Junte as urtigas, deixe saltear, mexendo sempre. Junte um pouco de vinagre.

Faça um polme com 2 colheres sopa de farinha e um pouco de água da cozedura das urtigas. Adicione ao preparado na frigideira, envolva e deixe cozer suavemente até engrossar um pouco.

Depois de apagar o lume pode juntar um pouco de sumo de limão.

Bolo de Urtigas

Ingredientes:

– 180g de urtigas (escaldadas e trituradas)
– 200g de açúcar amarelo
– 250g de farinha
– 1 c.s. de fermento
– 100g de margarina
– 5 ovos
– raspa de 1 limão e de 1 laranja

 Preparação:

Juntar a margarina com o açúcar. Deitar as gemas e mexer bem. Peneirar a farinha com o fermento e envolver. Juntar as urtigas ao preparado anterior e por fim a raspa do limão e da laranja.

Bater as claras em castelo e envolver sem mexer para não perderem o volume. Levar ao forno previamente aquecido.

Na Medicina

  Um texto de Pedro Lôbo do Vale, médico:

“As folhas contêm teores elevados de clorofila, molécula vegetal de cor verde, cuja composição química é muito semelhante à da hemoglobina (transportador de oxigénio no nosso sangue) e ferro. Estes constituintes são responsáveis pelas suas propriedades desintoxicantes e antianémicas, uma vez que estimulam a produção de glóbulos vermelhos. São ainda ricas em outros sais minerais como o fósforo, magnésio, cálcio e silício, e vitaminas A, C e K. Do ponto de vista terapêutico as folhas possuem uma forte acção diurética, anti-inflamatória e remineralizante, sendo ainda ligeiramente hipoglicemiantes. De uma forma geral, a urtiga ajuda o organismo a eliminar os líquidos em excesso, pelo que uma infusão (1 colher de chá de folhas secas por chávena de água quente, três a quatro vezes ao dia) pode ser útil como tratamento auxiliar em muitas doenças. As folhas são ainda ricas em proteínas (100 gramas de urtigas secas contêm 35 a 40 por cento de proteínas) e em vitaminas e sais minerais, e constituem uma ajuda válida no caso de anemia. Com acção vasoconstritora e hemostática, as folhas ajudam também a estancar hemorragias nasais e a aliviar menstruações abundantes, contribuindo ainda para diminuir os níveis de açúcar no sangue.”

urtuga

As urtigas são também utilizadas em tinturas contra a caspa e a queda do cabelo:

Prepara-se a tintura da seguinte maneira: cozem-se 250 g de raízes de urtiga, finamente picadas, durante meia hora, num litro de água com meio litro de vinagre. Seguidamente, filtra-se o líquido. Com esta tintura lava-se a cabeça uma vez por semana esfregando-se depois o couro cabeludo com azeite de oliveira puro.

Na Agricultura

Como Fertilizante

Evite colher as urtigas que se encontram à borda das estradas pois essas absorvem o chumbo liberado pelos tubos de escape.

Recolha cerca de 1kg, dando preferência às maiores e que não tenham florido ainda (são mais ricas em nutrientes).

Descarte os pés e raízes das urtigas e coloque as urtigas num recipiente não metálico com capacidade para 10 litros de água.

Junte 10 litros de água da chuva, de nascente ou de um  poço (a água não deve ter cloro).

Durante o dia deixe o recipiente destampado ao sol e, à noite coloque a tampa. Isto vai acelerar o processo de fermentação.

Mexa a mistura a cada 2 dias para libertar o gás da fermentação (é normal que liberte um cheiro forte e muito desagradável). Enquanto borbulhar significa que ainda não está pronto, e deve ser deixado por mais uma ou duas semanas

O fertilizante está pronto quando do já não borbulhar e presentar uma espuma esbranquiçada e as urtigas se apresentarem com uma tonalidade amarelada.

Agora já pode coar a mistura, deitar as urtigas na compostagem e guardar o liquido fertilizante num local escuro.

A aplicação do fertilizante de urtigas é feita de seguinte forma:

É necessário respeitar as medidas porque o fertilizante encontra-se muito concentrado e pode destruir as plantas mais sensíveis.

  • Dilua 1L do líquido em 10L de água sem cloro para usar como estimulante. aplicando-o nas folhas utilizando um pulverizador.
  • Dilua 2L do líquido em 10L de água sem cloro para usar na rega.
Esta entrada foi publicada em Plantas Medicinais. ligação permanente.

Obrigado pela visita. Volte sempre!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s