Professores Primários

Esta é a certidão de nascimento da escola primária do Alqueidão. Na acta da sessão da Câmara Municipal datada de 17 de Julho de 1894 ficou declarado:

Foi presente um officio do Senhor Administrador deste Concelho enviando o processo para a criação de uma escola primaria elementar na freguesia do Alqueidão da Serra, deste Concelho, afim desta Camara resolver acerca do determinado no artigo l4º do Decreto de 6 de Maio de 1892: e a Camara reconhecendo ser de toda a conveniencia para a referida freguesia a criação da mencionada Cadeira como já ponderou no seu primeiro informe resolveu por unanimidade declarar ou informar que se acha assegurado com permanencia o fornecimento da casa, e mobilia escolares, bem como a casa para a habitação do professor ou professora, a cujos encargos a Camara se responsabiliza; e que desta deliberação se d’esse copia ao Senhor Administrador deste Concelho afim de documentar o respectivo processo.”

Os Professores

Quanto aos professores, pelo “Diário do Governo” do 17 de Dezembro de 1894, ficamos a saber:

JOÃO JOSÉ GOMES MENDES. Nascido no Reguengo do Fetal, em 1848, foram seus pais António José e Maria Felizarda, o primeiro, natural do lugar do Reguengo e a segunda, era natural da Torre da Magueixa. Foi casado com Maria Vitória Lopes da Cunha, parente muito próxima do poeta Afonso Lopes Vieira, e faleceu na sua casa e terra natal, ás duas horas da tarde do dia 30 de Julho de 1900.

Foram posteriormente colocados no Alqueidão os seguintes professores:

JOAQUIM DA COSTA REBELO.  Foi colocado na Escola de Alqueidão da Serra, mas trocou de lugar com  José Candeias Duarte, indo por essa razão, para a escola deste que era em César, Fajães, concelho de Oliveira de Azeméis e Candeias Duarte veio para a escola do Alqueidão.

JOSÉ CANDEIAS DUARTE. A verdadeira organização do ensino primário no Alqueidão e os melhores resultados são obra deste professor, igualmente ilustre, inteligente e trabalhador. Aqui trabalhou nove anos lectivos. Era um mestre austero, mas compreensivo e justo.

Ocupou o lugar  de Presidente da Comissão Municipal Republicana de Porto de Mós e, por inerência legal, ocupou o lugar de Administrador do Concelho, do qual tomou posse oficial e pública em sessão solene, a 10 de Outubro de 1910.

De José Candeias Duarte, afirmou o antigo Ministro da Instrução, Dr. Alfredo de Magalhães, que ele era o melhor e o maior Inspector do nosso Ensino Primário.

Candeias Duarte,  com base nas informações de familiares e amigos  deve ter chegado ao Alqueidão nos dois primeiros anos escolares do século XX (1902/1903).

Instalado com a família já constituída na casa a que o professor tinha direito por lei, aqui lhe veio a nascer um filho, ao qual deu como padrinho o Padre Manuel Afonso e Silva, homenageando assim o devotado carinho deste sacerdote pelas coisas do ensino local.

O Filho do Professor Candeias ficou a chamar-se Afonso. Foi a primeira pessoa nascida no Alqueidão que tirou curso superior. Além de oficial do Exército, era formado em Matemáticas. Faleceu em Lisboa, nos começos de 1972.

O professor Candeias Duarte ocupou a Cadeira primária do Alqueidão, desde 1902 até Outubro de 1910, sem haver memória de que tivesse interrompido a regência por motivo oficial.

JOAQUIM DA COSTA REI

Joaquim da Costa Rei foi o primeiro professor da escola primária das Pedreiras (que foi criada pelo partido progressista aí por 1904 e 1905), e lá permaneceu como professor efectivo durante seis anos, antes da sua vinda para o Alqueidão, em Outubro de 1910.

No Alqueidão, a mudança das aulas para outro edifício ocorreu na regência deste professor, e fez-se para um edifício que pertencia a Luís Gaspar da Silva Raposo de quem Joaquim da Costa Rei se dava por parente.

O Professor Joaquim da Costa Rei faleceu no Alqueidão, em 29 de Abril de 1921, pelas 10 horas da manhã com 43 anos de idade.

LAURA SANTOS

Era natural da freguesia de Alcaria e o diploma de professora foi-lhe dado pela Escola do Magistério Primário de Leiria, que frequentou com brilho.

Pela leitura de “O Mensageiro” de 11 de Novembro de 1921, conclui-se ter sido muito breve a sua estadia no Alqueidão.

JOANA HENRIQUES FERNANDES

Consta que esteve no Alqueidão pouquíssimo tempo, ou talvez nem tenha tomado posse da cadeira, se o fez, isso aconteceu em jeito de pró-forma ou como justificativo para não perder uns dias de vencimento. Isto porque o jornal “O Mensageiro”  informa que “já foi enviada ao Director Geral do Ensino Primário e Normal a pauta dos candidatos à escola do Alqueidão da Serra”.

O Mensageiro”, na sua edição de 25 de Novembro de 1921 refere textualmente: “Foi nomeada professora efectiva do Alqueidão da Serra Ema Rodrigues Namora, diplomada pela Escola Normal de Leiria. A concorrente número um, desistiu.”

EMA RODRIGUES NAMORA

Depois de Candeias Duarte, foi ela de certeza absoluta, quem deu melhores provas de competência, de continuidade, de empenhado afinco e de inteligência no desempenho da sua missão, entre os colegas que a precederam.

Cabe-lhe um lugar de relevo na lista do professorado que serviu a Freguesia. Pena foi que tivesse requerido transferência para outra escola.

Durante a regência de Ema Rodrigues Namora, a aula voltou a funcionar na escola velha, o que foi causa do mais vivo e justificado regozijo para os alunos.

No Jornal “O Mensageiro” de 30 de Novembro de 1924 lê-se que, ”tendo sido despachada para uma escola no concelho de Tomar, retirou-se hoje a professora oficial  D. Ema Rodrigues Namora.”

A população que se afeiçoara à ideia de que a professora em causa prolongaria por muitos anos o exercício do seu magistério, viu-a sair com grande surpresa e mágoa. Na vaga que deixou, substituiu-a uma outra professora.

ADELAIDE LALANDA RAMOS

Veio para o Alqueidão em 1911. Cabe a esta professora, a nota máxima da permanência contínua na escola primária do Alqueidão. Neste ponto, levou a palma a todos os que antes dela regeram a cadeira local, o que deriva naturalmente do facto determinante de ter sua vida familiar estabelecida no vizinho Reguengo onde residia, e onde, pelo casamento, foi proprietária urbana e agrícola. A sua regência terminou quando atingiu a reforma, em 1947.

de 1947 a 2014

Este slideshow necessita de JavaScript.

Recorda-se de quem foram os seus professores primários?

Esta entrada foi publicada em Ensino Primário com as etiquetas , . ligação permanente.

Obrigado pela visita. Volte sempre!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s