Pontos de Encontro

No tempo da primeira Republica, (de 5 de Outubro de 1910 até 28 de Maio de 1926) era na taberna do Santareno que o pessoal se encontrava para falar sobre as questões conflituosas sociais e políticas dessa época. Esta taberna ficava ao meio da ladeira, do lado esquerdo de quem sobe do cruzamento da Casa do Povo até à Rua de Cima.  De tal maneira a taberna era popular, que até a ladeira foi conhecida durante muitos anos como “a Ladeira do Santareno”.

Ladeira do Santareno

Na geração seguinte, a malta encontrava-se na Casa da Sociedade, (Café Alqueidoense) que ficava no Largo da Rua de Cima. Lá se falava de futebol, e lá se combinavam jogos e ensaios de teatro. Nos dias 13 de cada mês, a casa enchia-se para ouvir as transmissões de Fátima num radiozito que lá existia, e que por acaso até era o único da aldeia.

A Casa da Sociedade

A Casa da Sociedade

A geração que se seguiu encontrava-se mais no Farinhas (Café Cordeiro).

Por esta altura já existia muita gente fora da aldeia, (quer fosse por causa do trabalho ou por causa dos estudos), mas logo que chegavam à santa terrinha, iam ao Farinhas. Era por lá que se encontrava toda a gente que interessava para pôr a conversa em dia.

Onde era que se ia depois do trabalho e aos fins de semana, e onde era que se passavam serões inteiros na companhia dos amigos? No Farinhas, naturalmente!. E foi assim sempre, até o café fechar.

E agora? Onde é que a malta se encontra?

Esta entrada foi publicada em A Aldeia com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Obrigado pela visita. Volte sempre!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s