Jupéro e a Restauração da Diocese

… Continuação

MISSÃO CUMPRIDA

Casa onde viveu Jupéro em Alqueidão da Serra

A Condessa de Penha Longa despediu o seu capelão particular, padre Júlio Pereira Roque, por ocasião da Páscoa de 1916 e este, como forma de garantir o seu sustento, fez algum trabalho pastoral em Alcabideche logo após o despedimento e antes de regressar ao Alqueidão da Serra.

Passou algumas temporadas no Santuário dos Milagres na residência do reitor e seu amigo padre Ferreira de Lacerda, mas é no Alqueidão da Serra que o Padre Júlio recebe com alegria a notícia da restauração da Diocese.

Dada em Roma a 17 de janeiro de 1918, a Bula da Restauração do Bispado de Leiria só foi conhecida no dia 22 de fevereiro e tornada pública a 28 através das páginas de “O Mensageiro” que titulava: “Católicos! Foi restaurado o Bispado de Leiria. Saudando-vos por essa restauração, bradamos: Viva S. Santidade Bento XV! Viva a Diocese de Leiria!”

Na hora de celebrar a concretização da missão da sua vida, Jupéro vê, qual guerreiro humilde retirado na pacatez da sua aldeia natal, o amigo recente e patrão no jornal “O Mensageiro” ser louvado, homenageado e premiado pelo notável feito.

O sentido de justiça do padre Ferreira de Lacerda levou-o a escrever o seguinte parágrafo na notícia da restauração do Bispado publicada no seu jornal:

“Têm sido dirigidas ao diretor de “O Mensageiro” vários cartões e cartas felicitando-o pela restauração do Bispado. É Jupéro quem tem jus a estas demonstrações de carinho e para ele as enviamos. O pouco que o diretor deste jornal trabalhou é nada com o que a restauração deve a Jupéro.”

Com esta brevíssima ressalva terá o diretor de “O Mensageiro” julgado saldada a dívida de gratidão para com o amigo e lutador da causa da restauração do Bispado.

Nesta edição do jornal Jupéro assina apenas uma local intitulada “Pela Semana- Crónica Política” onde analisa a política nacional. Sobre a restauração do Bispado, nem uma palavra…

Continua…

 

(O autor destes textos, João Amado Gabriel, é sobrinho bisneto do Padre Júlio Pereira Roque. É jornalista e exerce funções de repórter de imagem na TVI)

Esta entrada foi publicada em Restauração da Diocese. ligação permanente.

Obrigado pela visita. Volte sempre!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s