Luis Salgado de Matos

O professor universitário Luís Salgado Matos morreu na segunda-feira dia 15 de Fevereiro 2021 no Hospital de Santa Marta, em Lisboa.

As suas raízes estão no Alqueidão da Serra. Era filho de Alfredo de Matos, neto paterno de José de Matos e Maria Amado.

Luis Salgado de Matos nasceu em 1946, em Lisboa. Enquanto estudante passava as férias grandes no Alqueidão, na casa que foi dos seus avós, em frente à Igreja.

Foi um dos numerosos estudantes universitários presos pela PIDE em 1965.

Foi um especialista e investigador da história da Igreja e das Forças Armadas, investigador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ISCTE) e autor de uma biografia sobre o cardeal patriarca D. Manuel Cerejeira.

Foi consultor do antigo Presidente da República Jorge Sampaio e comentador da Renascença. Também fez parte do Governo de Transição de Moçambique, e foi consultor do ministro da Defesa Nacional, Júlio Castro Caldas, no segundo Governo liderado por António Guterres.

Durante o fim de semana de 29 e 30 de Agosto de 2015, em que ocorreu no Alqueidão a festa das comemorações dos 400 anos de freguesia, com missa de ação de graças transmitida pela TVI, chegou-nos de Lisboa a triste noticia do falecimento de sua mãe, D. Maria Luísa Salgado Correia.

Luis Salgado de Matos esteve presente no Auditório José da Silva Catarino, no Alqueidão, em 30 de Janeiro de 2016, para o lançamento da monografia: “Alqueidão da Serra – História e Lenda, Tradições, Usos e Costumes – de Alfredo de Matos” editada por Fernando Sarmento.

Gostava de cozinhar – e era bom cozinheiro… Surpreendia sempre os amigos que o visitavam. 

Ainda tinha em mente a publicação de um livro sobre a análise dos conteúdos do ensino da moral e religião católica nas escolas públicas.

A História perdeu um mestre …

Esta entrada foi publicada em Alqueidão. ligação permanente.

2 respostas a Luis Salgado de Matos

  1. Fatima Bissonnette diz:

    Dr. Luis Salgado de Matos was a wonderful men. I had the opportunity of working for him doing investigation when I was in college. We had great conversations and exchange of ideas.He was a exceptional human being. I would like to offer the family my condolences and may is soul rest in peace.

    Gostar

  2. Jornal da Golpilheira diz:

    Um investigador e pensador com quem era um prazer conversar… e que me ajudou no estudo da identidade da Igreja no virar do século XX e na sua relação com o Estado (das coisas também), em concreto, na Diocese de Leiria. Agradecido e em nome da boa memória, rezo por ele.
    Luís Miguel Ferraz

    Gostar

Obrigado pela visita. Volte sempre!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s