A Torre da Minha Igreja

A torre da nossa igreja
Tem um sino para tocar
Toca quando somos batizados
e toca quando estamos a abalar

A igreja é uma casa
onde todos podem entrar
Entra o pobre e entra o rico
e o cristão para rezar

É uma casa sem quartos
Onde o povo vai rezar
Está aberta para todos
quantos queiram lá entrar

Bem vindos a esta casa
Cheia de bancos para bem estar
Estão sentados, uns para ver
e outros para rezar

O sino toca toca
Todos os dias a convidar
A porta está sempre aberta
Para quantos queiram entrar

                                      Autor: Inocêncio Gomes
                                      Alcunha: Pulguito

(Um poema do livro azul, que o ti Inocêncio leva sempre debaixo do braço, para onde quer que vá)
Centro de Dia de Alqueidão da Serra – Inocêncio Gomes (Pulguito)
Esta entrada foi publicada em Alqueidão. ligação permanente.

2 respostas a A Torre da Minha Igreja

  1. Suseli diz:

    Bom dia…é uma igreja muito acolhedora! Onde tive o prazer de conhecer!
    Muitas lembranças e importância pois lá teve o início de minha antecedência! Em 1899! Tempos há muito Tempos!

    Gostar

Obrigado pela visita. Volte sempre!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s