Abóboras

O Outono é a época das abóboras. É por esta altura que colhemos os frutos das aboboreiras das nossas hortas.

Existem mais de 500 espécies diferentes de abóboras cultivadas em todo o mundo. Todos os anos se realiza uma feira nos arredores de Berlim onde são apresentadas centenas de espécies de abóboras.

Em Portugal, o 1º Festival da Abóbora realizou-se de 31 de Outubro a 2 de Novembro de 2014, no concelho da Lourinhã. Foi no Pavilhão Multiusos da Atalaia e durante três dias foi possível assistir a mostras de gastronomia, artesanato, exposições e workshops que tiveram sempre como tema a produção de Abóbora e as suas diferentes utilizações.

DSCN6497

As abóboras são protagonistas numa cozinha saudável. Elas estão carregadas de vitamina A, que mantém o sistema imunológico saudável, travam o processo de envelhecimento e também ajudam na capacidade visual. Por serem muito ricas em fibra melhoram o funcionamento intestinal.

E o potássio que é extremamente necessário porque regula os fluidos do corpo controla o ritmo cardíaco e a tensão arterial, também está presente nas abóboras. 

A maior parte das pessoas usa abóboras na sopa, mas elas podem ser consumidas das mais diversas maneiras, por exemplo, assadas, cozinhadas com arroz, para fazer filhoses, etc.

As sementes das abóbora, a que vulgarmente chamamos pevides também são óptimas para a saúde. Elas contêm magnésio e outros elementos que ajudam a relaxar, a sentir boa disposição e também combatem a depressão. Fornecem minerais como o fósforo, ferro, cobre, e ainda zinco que é de extrema importância no combate à osteoporose.

As sementes das abóboras que temos à nossa disposição, depois de secas e torradas no forno ficam prontas para comer. Antigamente elas ficavam a secar no forno de cozer o pão.

Já é um costume antigo no Alqueidão, ao domingo, o pessoal passar na Rua de Cima para comprar tremoços e pevides.

Lembramos a tremoceira, a Ti Maria Rasteira, que durante anos a fio vendeu tremoços e pevides à saída das missas do Domingo, e a Ti Trindade que ficava mais pela Rua A-do-Ferreiro, e que acabou por nomear o  Armando como o seu sucessor.

DSCN6503

As pevides podem ser incluídas  na nossa alimentação diária para se aproveitar todo o seu valor nutricional. Elas podem ser adicionadas inteiras aos legumes salteados ou saladas frias, e trituradas ficam bem misturadas nas sopas, nos cereais de pequeno almoço e nos sumos de frutas.

Esta entrada foi publicada em Hortas e Quintais. ligação permanente.

Obrigado pela visita. Volte sempre!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s