O Sôr

Chamava-se Manuel de Matos, nasceu no Alqueidão da Serra em 4 de Maio de 1938. Era filho da Laura Sarrana e do Manel Galo.

7

Com as sobrinhas

Chamavam-lhe Sôr porque quando ele criança dizia sempre “o Senhor Sôr” para se referir a um professor novo que tinha chegado para dar aulas no Alqueidão.

O Sôr era o responsável pelo fabrico das mantas nos teares que existiam em casa de seus pais, e onde trabalhava com os irmãos. As mantas eram depois vendidas nas feiras pelo Zé de Matos, que por esse motivo ficou conhecido nas redondezas pelo nome de Zé das Mantas.

Enquanto jovem o Sôr foi um elemento activo da Acção Católica Rural. Ele era também uma “vedeta” do futebol, e participava na maioria dos teatros que na altura se faziam. Todos tinham por ele uma grande admiração.

sor

Em 1965 casou com Maria de Lurdes Matos e emigrou com a esposa para a Alemanha, onde viveu durante três anos e lhe nasceu o primeiro filho, Tomás de Matos.

7-foto-75x105tia-lena

Em 1968 deixou a Alemanha e partiu para o Canadá com a esposa e o filho. Foi em Toronto que nasceram mais dois filhos.

O Sôr integrou-se imediatamente na comunidade católica de Toronto, passando a ser ministro extraordinário da comunhão.

Em 1990 mudou de residência e ficou a pertencer à paróquia de Santo António, na mesma cidade de Toronto. Aqui ele próprio dirigia o coro da Igreja, e organizou muitas iniciativas.

Fundou a Associação de Nossa Senhora de Fátima e promoveu a devoção dos cinco primeiros sábados, juntando também as crianças dos Cruzados de Fátima que ele próprio integrou na paróquia.

Grande devoto de Nossa Senhora de Fátima, com o apoio do Sr.Padre Luis Kondor, responsável pela Vice-Postulação dos Videntes de Fátima, fez chegar a Toronto uma linda imagem de Nossa Senhora peregrina, que as famílias recebem nas suas casas.

Faleceu inesperadamente, em Toronto quando se preparava para viajar para a sua terra natal. Teve missa de corpo presente na Igreja de Santo António em Toronto com grande participação de amigos e conhecidos.

Em 28 de Junho de 1996 foi sepultado na sua terra natal, Alqueidão da Serra, onde também teve missa de corpo presente, presidida pelo padre Américo Ferreira, antigo pároco, em representação do Sr. Bispo de Leiria-Fátima. Estiveram também a concelebrar,  o padre José Mirante Carreira Frazão, o padre António Pereira Faria, e ainda o seu grande amigo o padre Luis Kondor.

Nesta celebração tomaram parte todos os familiares e uma multidão de amigos que jamais o esquecerão.

O Padre Luis Kondor por quem o Sôr tinha grande estima, faleceu em 2009, a 28 de Outubro.

Esta entrada foi publicada em Biografias. ligação permanente.

Obrigado pela visita. Volte sempre!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s